Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / ESPECIAL V SEMANA Superação é possível

ESPECIAL V SEMANA Superação é possível

por Assessoria de Comunicação publicado 14/07/2017 20h40, última modificação 14/07/2017 21h41
Uma ex-dependente com 17 anos de sobriedade, dois dependentes em tratamento e o pai de um também ex-dependente deram um relato das dificuldades enfrentadas quando se busca a recuperação.

Dirce Ribeiro leva a vida hoje com base em três pilares. Oração, trabalho e convivência. “Descobrimos na convivência, que o defeito do outro, a manipulação, a mentira –  comportamentos comuns em quem vive no mundo das drogas -, é também o meu defeito”.

Dirce faz um comparativo quando a dependência é vista por gêneros. “A dependência química para o homem é quase normal, mas para a mulher é um pouco mais complicado. Homem nenhum quer apresentar para sua família uma dependente química, então o primeiro passo é largar ela”.

“Cuidado, meninas!  A vida é feita de escolhas. Quando a droga não tem nada mais para te tirar, ela tira a dignidade. Amanhã você vai estar na boca do tráfico, levando tapa na cara de traficantes”, fala Dirce em um apelo às mulheres.

Joannes da Silva, em tratamento pelo vício em maconha e cocaína, lembra que “no começo todo mundo acha bom, mas chega uma fase que começa a complicar. Você perde o interesse pelas coisas boas da vida”.

Ele relembra um desses momentos difíceis quando ainda fazia uso de drogas. “Eu olhava para minha mãe e via o sofrimento dela, mas eu não tinha sentimento. Parece que o coração da pessoa se fecha. E assim fui perdendo tudo”.

Joannes diz que a primeiro passo para a recuperação é querer parar, mas que é preciso pedir ajuda.

Frabrini Almeida diz que usou quase tudo. Cerveja, cigarro, maconha, cocaína, crack. “Quando conheci o crack foi minha derrota de verdade. Arranquei janela, fiação elétrica, pia, vaso, tudo para vender a troco de droga. Perdi o respeito da minha família”, conta.

l“Minha mãe nem me reconheceu, via que ela me procurava e tive que ir atrás dela. Ela me pegou pelo braço, começou a me rodar e a perguntar se era eu mesmo”, relembra, emocionado. Era a primeira visita de sua mãe, após buscar a recuperação.

O policial Antônio Carlos da França falou da sensação que teve ao saber que tinha um usuário crônico de drogas dentro de casa. “Como pais, a primeira coisa que devemos pensar é em dar amor. É o começo de uma batalha contra o mal”, acredita.

Veio do policial um outro apelo. “Não fechem os olhos, prestem atenção e não se iludam. Se o problema existir, procurem solucionar o problema, senão ele continuará ali”, finaliza.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.

Próximos eventos
PREFEITURA 17/10/2018 18h00 (Brazil/East) — Câmara Municipal de Matias Barbosa
SOLENIDADE DE PREMIAÇÃO AO MÉRITO EDUCACIONAL 18/10/2018 19h00 (Brazil/East) — Plenário da Câmara Municipal de Matias Barbosa
SEMANA DO EMPREENDEDOR 22/10/2018 09h30 (Brazil/East)
SEMANA DO EMPREENDEDOR 22/10/2018 14h00 (Brazil/East) — Câmara Municipal de Matias Barbosa
SEMANA DO EMPREENDEDOR 23/10/2018 16h00 (Brazil/East) — Câmara Municipal de Matias Barbosa
Eventos anteriores…
Próximos eventos…

Acesso à Informação

 

       LOA no SAPL

 

Previsão Tempo

Mídias Sociais

Facebook   Youtube Flickr

Pesquisa de Opinião

Gostou do novo site?

Sim, gostei
Não gostei
Pode melhorar
spinner
Total de votos: 86